Portal TRF5 - Imprensa
  • SIC – Serviço de Informação ao Cidadão
  • Celpe vai instalar usina fotovoltaica no edifício-sede do TRF5
    Última atualização: 10/02/2021 às 13:07:00


    Companhia investirá R$ 220 mil na instalação do equipamento, que proporcionará uma economia de 104 MWh/ano para o Tribunal

    A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e o Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 assinaram, nesta quarta-feira (10), um Termo de Cooperação Técnica para a instalação de usina fotovoltaica na sede do TRF5, no Cais do Apolo, no Bairro do Recife. A assinatura foi realizada de forma virtual entre o presidente da concessionária, Saulo Cabral, e o presidente do órgão judiciário, desembargador federal Vladimir Carvalho. A usina receberá um investimento de R$ 220 mil da concessionária e terá capacidade de gerar 60 kW/pico. Após instalado, o equipamento proporcionará uma economia de 104 MWh/ano ao Tribunal, o que significa uma redução de R$ 35 mil no custo anual de energia elétrica da instituição. A ação faz parte do Programa de Eficiência Energética da Celpe, regulado pela ANEEL.
     
    As obras estão previstas para serem iniciadas no dia 31 de maio e terão a duração de 30 dias. No total, serão instaladas 134 placas solares no teto do prédio anexo do TRF5, em uma área de 290m². Cada placa terá uma potência de 445Wp. “Este é um projeto que nos enche de orgulho e é muito importante para a Celpe, pois dialoga diretamente com nossa visão de sustentabilidade. É também um marco, pois é o primeiro prédio público de um órgão da Justiça em Pernambuco que estamos instalando uma usina de geração fotovoltaica, dentro do nosso programa de Eficiência Energética”, afirmou o presidente da Celpe, Saulo Cabral.
     
    Para a juíza federal auxiliar da Presidência do TRF5, Joana Carolina Lins Pereira, mais do que a questão econômica, o projeto é um exemplo de responsabilidade social e ambiental. “Sempre tivemos a preocupação com esses temas e a geração de energia limpa não poderia ficar fora do nosso radar. Um projeto de eficiência energética como esse só agrega à imagem do Tribunal, à excelência que o TRF5 busca atingir. Agradeço a todos que participaram desta caminhada até este desfecho muito bem sucedido. É uma satisfação e um orgulho enorme consumar esse projeto”, declarou a magistrada, que acompanha o projeto desde a fase inicial.
     
    Além dos prédios públicos, a Companhia ainda investirá R$ 11,4 milhões nos projetos de eficiência energética que passarem na chamada pública realizada pela concessionária e que terá o resultado divulgado no próximo mês. Todos os consumidores do poder público, comércio e serviços, serviço público, iluminação pública e industrial, atendidos na área de concessão da Celpe, que estejam em dia com a concessionária, puderam se inscrever. As obras devem ser iniciadas e concluídas ainda neste ano.
     
    Desenvolvimento sustentável - A instalação da usina solar no prédio do TRF5 está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável números 7 (energia limpa e acessível), 11 (cidades e comunidades sustentáveis) e 17 (parcerias e meios de implementação). Além da usina que será instalada pela Celpe, o Tribunal concluiu os trabalhos de montagem de outras duas usinas fotovoltaicas próprias, dentro das ações de responsabilidade ambiental e social realizadas pelo órgão federal.

     

    (Com informações da Ascom/Celpe)


    Por: Divisão de Comunicação Social do TRF5





    Mapa do site