Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
Portal da Justiça Federal da 5ª Região TRF5 Sustentável Selo Justiça em Números

Emoção marca a comemoração ao Dia das Mães no TRF5

10/05/2018 às 19:39:00

Experiências sobre a maternidade e atração musical fizeram parte da homenagem

O Dia das Mães foi celebrado, hoje (10), no Tribunal Regional Federal da 5ª Região –TRF5 com as emoções à flor da pele. O evento “Conversa de Mãe” , realizado na Sala Capibaribe do edifício-sede do Tribunal, reuniu mulheres em um grande debate para compartilhar informações e dividir experiências sobre a maternidade. Isabelle Câmara, diretora da Divisão de Comunicação Social do TRF5, mediou os debates.

A juíza federal auxiliar da Presidência, Joana Carolina Lins, abriu a conversa falando sobre como é ser mãe de gêmeos: “um cuidado que tive, desde o começo, foi preservar a individualidade de cada um. Não comparar um com o outro, como, por exemplo, o desempenho escolar, também é uma preocupação minha”. A psicóloga Anamélia Poggi, convidada para oferecer um olhar técnico sobre as experiências, garantiu ser fundamental a atitude de Joana Carolina: “no caso dos gêmeos, acho importante o cuidado com a identidade de cada um. É preciso que haja esse olhar, se cada um está construindo seu espaço próprio”.

Já Sídia Lima, diretora da Subsecretaria de Controle Interno, contou sua vivência como “mãe do coração”, expressão da qual ela discorda.  “Afinal, todos os filhos, biológicos ou não, são filhos do coração”. Anamélia declarou ser importante, no caso de filhos adotados, conversar sobre a adoção o mais precocemente possível, mas somente à medida que a criança manifestar curiosidade sobre a situação.

A enfermeira Paula Carolina Aleixo dos Santos, servidora da Secretaria de Saúde de Pernambuco, contou sua experiência como “mãe de autista”. Ao relatar suas dificuldades, Carolina, que também coordena um grupo com cerca de 500 mães em situação semelhante à sua, pontuou: “eu não nasci preparada para ser mãe de autista, mas eu aprendi a ser mãe de uma criança com autismo”. Anamélia Poggi destacou o papel da sociedade, no sentido de acolher a diferença.

Após o momento das conversas, o presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, registrou seu reconhecimento às mães. “É importante reconhecer o papel que as mães desempenham, não apenas em suas famílias, mas, também, o relevante papel profissional que exercem aqui no Tribunal. Sabemos que é uma das tarefas mais complexas conjugar a experiência familiar com as obrigações profissionais”.

A atração musical ficou por conta da “mãe artista”, Lúcia Carvalho, e dos servidores André Garcia, da Divisão de Comunicação Social, e Valfrido Santiago, da Secretaria Judiciária. O momento também foi de grande emoção, quando a servidora da Secretaria Judiciária, Márcia Marinho, recitou um poema feito em homenagem à sua mãe, que faleceu há seis meses. Para surpresa do público, o poema foi transformado em ciranda por Valfrido Santiago e cantado por Lúcia Carvalho e André Garcia. Ao final, uma das irmãs de Márcia, que não é servidora do TRF5 e compareceu ao evento, agradeceu a homenagem.

A homenagem às mães do TRF5 se estende neste fim de semana nas redes sociais. Um vídeo especial, produzido pela Comunicação Social, será postado no próximo domingo (13), Dia das Mães, nos perfis do Tribunal no Facebook, Instagram e YouTube.


Autor: Divisão de Comunicação Social do TRF5 - comunicacaosocial@trf5.jus.br

 Imprimir 

Top