Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
Portal da Justiça Federal da 5ª Região TRF5 Sustentável Selo Justiça em Números

TRF5 recebe Selo Ouro do CNJ

20/11/2017 às 19:15:00

Prêmio foi entregue hoje, durante o XI Encontro Nacional do Poder Judiciário

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 foi agraciado, hoje (20), com o Selo Justiça em Números, categoria Ouro, durante o XI Encontro Nacional do Poder Judiciário, que acontece até esta terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. A premiação, concedida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), visa a estimular o aperfeiçoamento gerencial e promover a transparência dos tribunais brasileiros.

O presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, celebrou o reconhecimento. “O Selo Ouro reflete o trabalho sério e dedicado dos magistrados e servidores do TRF5”. Os tribunais regionais federais da 1ª, da 2ª e da 4ª Região também foram contemplados com o Selo Ouro.

A entrega do Selo integrou o primeiro dia de programação do evento, que tem como objetivo principal aprovar as metas nacionais a serem cumpridas pelo Judiciário em 2018, bem como divulgar o desempenho parcial dos tribunais no cumprimento das metas deste ano. Participam presidentes e corregedores dos 91 tribunais brasileiros e Conselhos de Justiça, além de magistrados e servidores das áreas de governança e gestão estratégica do Poder Judiciário.

Selo - O Selo Justiça em Números possui quatro categorias: Diamante, Ouro, Prata e Bronze. A premiação, normatizada através da Portaria nº 46/2017, visa ao reconhecimento dos Tribunais que investem na excelência da produção, gestão, organização e disseminação de suas informações administrativas e processuais. Além do requisito básico de encaminhamento adequado das informações constantes no Sistema de Estatística do Poder Judiciário (SIESPJ), com atenção aos prazos de preenchimento e à consistência dos dados, também são avaliados itens como: nível de informatização do Tribunal, uso de relatórios estatísticos para o planejamento estratégico e cumprimento de resoluções do CNJ alinhadas à gestão da informação.

De acordo com o CNJ, entre as exigências para o recebimento do Selo Justiça em Números 2017, estava a implantação de núcleos socioambientais pelos tribunais, conforme previsto na Resolução do CNJ nº 201/2015, que determina aos órgãos do Poder Judiciário a implantação do Plano de Logística Sustentável (PLS) para reduzir o impacto ambiental de suas atividades.

Outro item avaliado foi a implantação do Comitê Gestor Regional nos tribunais.  Determinada pela Resolução CNJ nº 194/2014, a norma institui a Política de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição, cujo objetivo é fazer frente às dificuldades de funcionamento de varas, cartórios e outros órgãos da primeira instância, em decorrência do volume excessivo de ações para julgar e ao déficit de recursos materiais e humanos.


Autor: Divisão de Comunicação Social do TRF5

 Imprimir 

Top